background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
1
Klabin bate
recorde de
produção
R
R
e
e
l
l
e
e
a
a
s
s
e
e
T
T
r
r
i
i
m
m
e
e
s
s
t
t
r
r
a
a
l
l
Em 30 de junho de 2005
KLBN4 (BOVESPA) / KLBAY (OTC)
Ações PN (mil)
600.856
Preço da Ação PN
R$ 4,04
Valor Pat. da Ação
R$ 2,53
Free Float
79%
Volume Médio Diário
R$ 3.213 mil
A entrada em operação do
projeto de desgargalamento de
Monte Alegre (PR) e as
melhorias nas fábricas de
Otacílio Costa e Correia Pinto
(SC), propiciaram recorde de
produção de papéis e cartões
para embalagens no primeiro
semestre, com volume
produzido de 754 mil toneladas.
A Klabin forneceu 12 mil
toneladas de cartões revestidos
para embalagens de líquidos
para Tetra Pak na Espanha,
Ucrânia, Rússia e Hungria, em
decorrência da paralisação das
produtoras de papel e celulose
da Finlândia.
Destaques do Trimestre
Volume de vendas totalizou 360
mil toneladas, com Receita
Líquida de R$ 720 milhões.
A exportação de cartões foi de
31 mil toneladas, 64% superior
a igual período de 2004.
A Receita Líquida de
Exportação totalizou US$ 84
milhões, representando 29% da
Receita Líquida total.
A Geração de Caixa (EBITDA)
alcançou R$ 239 milhões, com
margem EBITDA de 33%.
Dívida Líquida foi reduzida para
R$ 373 milhões.
Segundo Trimestre 2005
www.klabin.com.br
background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
2
Considerações Iniciais
As informações operacionais e financeiras da Companhia relativas ao 2T05, 2T04,
1S05 e 1S04, exceto onde esteja indicado de outra forma, são apresentadas com base
em números consolidados e em reais, conforme práticas contábeis adotadas no Brasil.
Principais Indicadores
Desempenho Operacional e Econômico-Financeiro
Produção de Papéis, Cartões Revestidos e Papéis Reciclados
A produção de papéis, cartões revestidos e papéis reciclados no 2T05 foi recorde,
atingindo 390,4 mil toneladas, 6% superior ao 2T04. No 1S05, a produção totalizou
754,0 mil toneladas, um aumento de 5% em relação ao 1S04. Importante notar que ao
contrário do ano passado, as paradas programadas para manutenção nas fábricas de
papel e celulose neste ano aconteceram no primeiro semestre. Este acréscimo de
produção é decorrente do bem sucedido projeto de desgargalamento na fábrica de
Monte Alegre (PR), com destaque para o desempenho da Máquina 7.
Volume de Vendas e Receita Líquida
O volume de vendas no 2T05, sem incluir madeira, atingiu 359,6 mil toneladas, com
destaque para as vendas no mercado externo. O volume de exportação totalizou 151,7
mil toneladas, um acréscimo de 13% em relação ao 2T04.
No 1S05 o volume de vendas atingiu 676,3 mil toneladas, 1% superior a igual período
de 2004.
R$ milhões
2T05
2T04
1S05
1S04
Variação
2T05/2T04
Variação
1S05/1S04
Receita Bruta
858,0
777,3
1.658,2
1.506,6
10%
10%
Receita Líquida
720,1
659,5
1.393,3
1.289,7
9%
8%
Mercado interno
511,9
457,0
1.001,9
875,8
12%
14%
Exportação
208,2
202,5
391,4
413,9
3%
(5%)
% Exportação
29%
31%
28%
32%
Lucro Bruto
301,4
297,9
610,6
586,7
1%
4%
Margem Bruta
42%
45%
44%
45%
EBIT
177,4
170,8
364,5
344,7
4%
6%
Margem EBIT
25%
26%
26%
27%
EBITDA
239,0
229,2
484,8
459,6
4%
5%
Margem EBITDA
33%
35%
35%
36%
Lucro Líquido
90,1
111,4
218,3
231,3
(19%)
(6%)
Endividamento Líquido
372,6
581,2
372,6
581,2
(36%)
(36%)
Endividamento Líquido/EBITDA(anualizado)
0,4 x
0,6 x
0,4 x
0,6 x
Investimentos 72,0
62,4
165,4
109,5
15%
51%
Volume de Produção (mil t) (
*
)
390,4
367,3
754,0
721,1
6%
5%
Volume de vendas ( mil t )
359,6
329,8
676,3
670,3
9%
1%
Mercado interno
207,9
195,3
403,4
375,5
6%
7%
Exportação
151,7
134,5
272,9
294,8
13%
(7%)
% Exportação
42%
41%
40%
44%
( * )
valores correspondentes ao volume de produção de papéis, cartões e papéis reciclados, não considerando embalagens, sacos industriais.
background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
3
A receita líquida no 2T05, incluindo madeira, totalizou R$ 720,1 milhões, acréscimo de
9% em relação ao 2T04. No 1S05 a receita líquida foi de R$ 1.393,3 milhões, 8%
superior a igual período do ano anterior.
Apesar do crescimento de 13% do volume exportado no 2T05 em relação ao 2T04, a
receita líquida de exportação cresceu apenas 3%. Esta diferença deve-se à
desvalorização de 18,5% do dólar médio em relação ao 2T04 e à queda dos preços
internacionais do kraftliner em cerca de US$ 40/t em relação ao nível atingido em
dezembro de 2004.
Volume de Vendas e Receita Líquida por Produto ­ 2T05
Não inclui madeira
Inclui madeira
Volume de Vendas e Receita Líquida por Mercado ­ 2T05
Resultado Operacional
O custo dos produtos vendidos (CPV) no 2T05 foi de R$ 418,7 milhões,
proporcionando um lucro bruto de R$ 301,4 milhões, com margem de 42%, inferior aos
45% do 2T04.
No 2T05, as despesas com vendas totalizaram R$ 82,8 milhões, 8% superior ao 2T04,
influenciadas pelos fretes marítimos que somaram R$ 54,7 milhões.
As despesas gerais e administrativas no 2T05 totalizaram R$ 42,7 milhões,
representando 5,9% da receita líquida versus 5,4% no 2T04.
O resultado operacional antes do resultado financeiro (EBIT) no 2T05 foi de
R$ 177,4 milhões, com margem operacional de 25%.
Volume
Mercado
Doméstico
58%
Exportação
42%
Receita Líquida
Exportação
29%
Mercado
Doméstico
71%
Volume
Mercado
Doméstico
58%
Exportação
42%
Receita Líquida
Exportação
29%
Mercado
Doméstico
71%
Volume
Kraftliner
34%
Outros
2%
Sacos
Industriais
8%
Caixas P.O.
32%
Cartões
Revestidos
24%
Receita Líquida
Madeira
10%
Cartões
Revestidos
24%
Caixas P.O.
32%
Sacos
Industriais
12%
Outros
3%
Kraftliner
19%
Volume
Kraftliner
34%
Outros
2%
Sacos
Industriais
8%
Caixas P.O.
32%
Cartões
Revestidos
24%
Receita Líquida
Madeira
10%
Cartões
Revestidos
24%
Caixas P.O.
32%
Sacos
Industriais
12%
Outros
3%
Kraftliner
19%
background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
4
Geração Operacional de Caixa (EBITDA)
A geração operacional de caixa (EBITDA) totalizou R$ 239,0 milhões no 2T05, com
margem EBITDA de 33% (35% no 2T04). A redução da margem EBITDA é
substancialmente decorrente da desvalorização do dólar e da queda dos preços de
exportação.
Resultado financeiro e endividamento
As despesas financeiras líquidas somaram R$ 63,9 milhões no 2T05 (R$ 41,4
milhões em igual período de 2004).
No final de junho de 2005, o endividamento bruto totalizou R$ 1.753,2 milhões,
apresentando uma queda de R$ 40,2 milhões em relação a março. O prazo médio da
dívida se estendeu para 31 meses, com vencimentos até 2013.
O endividamento em moeda estrangeira, US$ 260 milhões, representa 38% do
endividamento total da Klabin, dos quais 78% referem-se a pré-pagamentos de
exportação. O hedge em 30 de junho de 2005 era de US$ 100 milhões.
As disponibilidades no final de junho/05 totalizaram R$ 1.380,6 milhões, sendo
R$ 1.252,0 milhões aplicados em moeda local, e R$ 128,6 milhões aplicados em moeda
estrangeira.
Mesmo com o pagamento de R$ 90,0 milhões de dividendos complementares em
abril/05, o endividamento líquido no final de junho/05 sofreu uma redução de R$ 7,1
milhões em relação a março/05, totalizando R$ 372,6 milhões.
O endividamento líquido equivale a 15% da capitalização total e a 38% do EBITDA
anualizado. O endividamento líquido deve continuar em queda até o final do ano.
Resultado Líquido
O lucro líquido no trimestre foi de R$ 90,1 milhões, inferior aos R$ 111,4 milhões do
2T04. Esta redução é substancialmente decorrente da valorização do real frente ao
dólar, que afeta a Companhia reduzindo a receita de exportação e impactando as
despesas financeiras líquidas.
R$ milhões
Local
Estrangeira
Local
Estrangeira
Curto Prazo
189,8
206,4
396,2
195,8
279,0
474,8
Longo Prazo
888,3
468,7
1.357,0
922,8
395,8
1.318,6
ENDIVIDAMENTO BRUTO
1.078,1
675,1
1.753,2
1.118,6
674,8
1.793,4
Caixa e aplicações financeiras
(1.380,6)
(1.413,7)
ENDIVIDAMENTO LÍQUIDO
372,6
379,7
30/6/2005
31/3/2005
Moeda
Total
Moeda
Total
Financiamentos
background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
5
Evolução dos Negócios
UNIDADE DE NEGÓCIO ­ FLORESTAL
No 2T05, a Klabin movimentou 1,9 milhão de toneladas de toras de Pinus e Eucalipto,
das quais 1,1 milhão de toneladas foram transferidas para as fábricas do Paraná, Santa
Catarina e São Paulo.
O volume de vendas de madeira para serrarias e laminadoras no Paraná e Santa
Catarina foi de 769,7 mil toneladas.
O mercado de construção civil americano permanece aquecido, impulsionando a
demanda por toras de madeiras. Porém o aumento da concorrência provocada por
Argentina, Chile e Nova Zelândia e enfrentada por nossos clientes no mercado de
molduras e compensados nos Estados Unidos, provocou uma queda dos preços de
toras no semestre.
A receita líquida das vendas para terceiros no 2T05 foi de R$ 72,7 milhões,
representando um aumento de 2% em relação ao 2T04.
UNIDADE DE NEGÓCIO ­ PAPÉIS
No final de abril ocorreu a parada programada para manutenção na fábrica de Correia
Pinto (SC), com duração de cinco dias. Foram feitas melhorias no sistema de secagem
da máquina e adequação nos circuitos das telas secadoras. O resultado foi um aumento
da velocidade da máquina, proporcionando um incremento de 10 mil t/ano na produção
de sack kraft. A capacidade instalada de produção da fábrica passou para 125 mil
t/ano.
O volume de vendas de papéis e cartões revestidos para terceiros no 2T05 foi de 209,1
mil toneladas, um acréscimo de 8% em relação ao 2T04. O volume de vendas
acumulado no 1S05 atingiu 384,8 mil toneladas, estável em relação ao mesmo período
do ano anterior.
As exportações no 2T05 totalizaram 142,2 mil toneladas, 68% do total, um aumento de
16% em relação ao 2T04.
A receita líquida de papéis e cartões revestidos no 2T05 atingiu R$ 309,4 milhões, um
acréscimo de 7% em relação ao 2T04.
O volume de vendas de kraftliner somou 121,1 mil toneladas no 2T05, dos quais 110,8
mil toneladas para o mercado externo. A receita líquida de exportação totalizou
US$ 49,1 milhões.
A queda dos preços de kraftliner em dólar na Europa foi causada pela retração da
economia européia, aumento da produção de testliner na Alemanha e a grande oferta
de kraftliner de produtores americanos.
O volume de vendas de cartões revestidos totalizou 88,0 mil toneladas no 2T05, sendo
13% superior ao 2T04. No 1S05, o volume de vendas de cartões revestidos foi 8%
superior a igual período do ano anterior.
A receita líquida de cartões revestidos no 2T05, foi de R$ 174,0 milhões, 16% superior
em relação ao 2T04.
As exportações de cartões revestidos foram o destaque do trimestre, totalizando 31,4
mil toneladas, um aumento de 64% em relação ao 2T04. A receita líquida de exportação
atingiu R$ 60,5 milhões, 45% superior ao 2T04.
background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
6
A paralisação de sete semanas nas fábricas de papel e celulose na Finlândia abriu uma
janela de oportunidades para a Klabin e comprovou a capacidade de adequação
logística para atender demandas não previstas. Nos meses de maio e junho foram
exportadas 11,5 mil toneladas de cartões revestidos para embalagens de líquidos para
as fábricas da Tetra Pak na Espanha, Ucrânia, Rússia e Hungria.
A área comercial de cartões revestidos continua desenvolvendo clientes em mercados
considerados estratégicos para o projeto de expansão de cartões revestidos, tais como
Estados Unidos, Canadá e Europa.
UNIDADE DE NEGÓCIO ­ EMBALAGENS ­ PAPELÃO ONDULADO
As informações preliminares divulgadas pela Associação Brasileira de Papelão
Ondulado (ABPO) indicaram que a expedição de caixas, chapas e acessórios foi de
551,5 mil toneladas no 2T05, 5% superior ao 2T04. No 1S05, o total expedido foi de
1.048,6 mil toneladas, 2,9% superior ao mesmo período de 2004.
A Klabin manteve a liderança, com um volume de vendas de 113,9 mil toneladas no
2T05, um aumento de 11% em relação ao 2T04, com destaque para o fornecimento de
caixas de P.O. para a exportação de fumo. O volume de vendas no 1S05 foi 212,6 mil
toneladas, 9% superior ao mesmo período do ano passado.
A receita líquida atingiu R$ 226,3 milhões no 2T05, um acréscimo de 17% em relação
ao 2T04.
No 2T05, cerca de 20% das caixas expedidas pela Klabin para clientes do mercado
interno tinham como destino final o mercado externo.
UNIDADE DE NEGÓCIO ­ EMBALAGENS ­ SACOS INDUSTRIAIS
O volume de vendas de sacos industriais no 2T05 totalizou 28,5 mil toneladas, com
receita líquida de R$ 87,1 milhões. No 1S05, o volume de vendas foi 2% superior ao
mesmo período do ano anterior.
No 2T05, a construção civil no mercado doméstico manteve-se estável. Porém o setor
de agronegócios apresentou uma retração, devido à quebra da safra de grãos causada
pelas adversidades climáticas, principalmente na região sul.
O volume de vendas de sacos industriais da Klabin Argentina no 2T05, atingiu 5,7 mil
toneladas com receita líquida de R$ 13,3 milhões.
Investimentos
A tabela abaixo apresenta os investimentos realizados no trimestre e o acumulado no
semestre:
Em Otacílio Costa (SC), maior fábrica de kraftliner da América Latina, foi concluído o
investimento que propiciou avanços de qualidade do produto, fato este reconhecido por
nossos clientes no exterior.
R$ Milhões
Realizado
2T05
Realizado
1S05
Reflorestamentos
8,9
16,9
Fábricas de Papel
44,4
103,8
Conversão
17,8
43,1
Outros
0,9
1,6
Total
72,0
165,4
background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
7
No segundo semestre deste ano, a Klabin fará estudos de viabilidade econômica para o
desgargalamento da fábrica de Otacílio Costa (SC), com o objetivo de reduzir os custos
variáveis e aumentar a capacidade instalada de produção de kraftliner em 20%.
O projeto de expansão de cartões revestidos da fábrica de Angatuba (SP) está dentro
do cronograma, e a parada programada para sua instalação está prevista para
setembro, com start up da máquina no início de outubro.
Em junho, a Klabin concluiu o projeto de modernização e ampliação da capacidade da
fábrica de Goiana (PE), onde foram investidos R$ 30 milhões para aumentar a
produção de 3,7 mil t/mês para 5,0 mil t/mês de caixas de papelão ondulado. O projeto
englobou a construção de um novo depósito de bobinas, instalação de uma nova
onduladeira e a aquisição de novas impressoras. Esta unidade atende na região
nordeste, setores com demanda em constante crescimento, como fruticultura,
alimentício, higiene e limpeza e bebida.
A engenharia básica do projeto que prevê duplicar a produção de cartões revestidos em
Monte Alegre (PR) deve terminar no final de agosto. Após a conclusão desta fase a
diretoria submeterá ao Conselho de Administração o valor do investimento, estudo de
viabilidade e estrutura financeira.
Para sustentar o seu projeto de crescimento, a Klabin está aumentando a base florestal
através do plantio em áreas próprias e do incentivo do plantio por terceiros, via fomento
florestal.
Mercado de Capitais
O gráfico a seguir apresenta a evolução das ações da Klabin e do Ibovespa:
Fonte:Bovespa
As ações da Companhia mantiveram os níveis de liquidez, sendo negociadas em todos
os pregões da Bovespa.
No 2T05, foram registradas 14.500 operações que envolveram 50 milhões de títulos e
um volume médio diário negociado de R$ 3,2 milhões.
65
70
75
80
85
90
95
100
105
110
115
de
z/0
4
ja
n/
05
fe
v/
05
m
ar
/0
5
m
ar
/0
5
ab
r/0
5
m
ai
/05
ju
n/
05
ju
n/
05
Klabin
-25%
Ibovespa
-4%
Evolução KLBN4 e Ibovespa
Base: 30/12/2004 = 100
65
70
75
80
85
90
95
100
105
110
115
de
z/0
4
ja
n/
05
fe
v/
05
m
ar
/0
5
m
ar
/0
5
ab
r/0
5
m
ai
/05
ju
n/
05
ju
n/
05
Klabin
-25%
Ibovespa
-4%
Evolução KLBN4 e Ibovespa
Base: 30/12/2004 = 100
background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
8
As ações da Klabin também são negociadas no mercado norte-americano. Como ADRs
Nível I, os títulos são listados no OTC ("over-the-counter"), mercado de balcão, sob o
código KLBAY.
O capital social da Klabin S.A. é representado por 917,7 milhões de ações, dos quais
316,8 milhões de ações ordinárias e 600,9 milhões de ações preferenciais.
DIVIDENDOS
Em 8 de abril de 2005, os acionistas receberam dividendos complementares no
montante de R$ 90,0 milhões, equivalente ao valor de R$ 92,05 por lote de mil ações
ordinárias e R$ 101,26 por lote de mil ações preferenciais.
Deste modo os dividendos referentes ao exercício de 2004 totalizaram R$ 165 milhões,
equivalentes a 38% do resultado líquido do exercício após provisão para reserva legal.
Perspectivas
O PIB no primeiro trimestre de 2005 cresceu 2,9% em relação a igual trimestre de 2004;
a projeção de crescimento para 2005 é de 3%, superior à média dos últimos dez anos
que foi de 2,4%, porém inferior aos 4% previstos para a expansão mundial.
O terceiro trimestre do ano, é sazonalmente o de maior aquecimento no ritmo de
atividades no mercado interno. As indicações atuais, no entanto, não confirmam a
repetição deste padrão.
No primeiro trimestre deste ano, a economia da zona do euro cresceu 0,5%, e para o
ano as previsões não são muito animadoras, o que pode manter fraca a demanda de
papéis para embalagens. As indicações são para uma estabilização no nível atual de
preços.
A continuidade do ritmo de valorização do câmbio, ou mesmo a manutenção da taxa
R$/US$ nos patamares atuais, continuará a afetar os resultados da Companhia
impactando as receitas de exportação em reais.













background image
Release Trimestral - 22 de julho de 2005
9

Teleconferência
Segunda-feira, 25 de julho de 2005 ­ 10:00 hs (Brasília)
Senha: 459
Telefone: (11) 4613-0509

Conference Call
Monday, July 25
th
, 2005 ­ 10:00 a.m. (N.Y.) / 11:00 a.m. (Brasília)
Password: 297
Phone:
U.S. participants: 1-888-340-8477
International participants: 1-786-924-8430
Brazilian participants: (11) 4613-0509















Para maiores informações contate:
Ronald Seckelmann, Diretor Financeiro e de RI
Luiz Marciano Candalaft, Gerente de RI
Tel: (11) 3225-4045
marciano@klabin.com.br
Gustavo Vittorazze Schroden , Analista de RI
Tel: (11) 3225-4059
gvschroden@klabin.com.br
Yolanda Nunes, Analista de RI
Tel: (11) 3225-4046
ycslnunes@klabin.com.br

Com uma receita bruta de R$ 3,2 bilhões, em 2004, a
Klabin
é a maior produtora
integrada de papel para embalagem do Brasil, com capacidade de produção de 1,6
milhão de toneladas anuais de produtos. A Companhia definiu como enfoque
estratégico a atuação nos seguintes negócios: papéis e cartões revestidos para
embalagens, caixas de papelão ondulado, sacos industriais e madeira. Lidera todos os
mercados em que atua.
Declarações contidas neste comunicado relativas à perspectiva dos negócios da Companhia, projeções de
resultados operacionais e financeiros e relativas ao potencial de crescimento da Companhia constituem-se em meras
previsões e foram baseadas nas expectativas da Administração em relação ao futuro da Companhia. Essas
expectativas são altamente dependentes de mudanças no mercado, no desempenho econômico geral do Brasil, na
indústria e nos mercados internacionais, estando, portanto, sujeitas à mudança.
background image
10
Anexo 1
Demonstração do Resultado Consolidado
Legislação Societária (R$ mil)
% da Receita Líquida
2T05
2T04
1S05
1S04
Receita Bruta
857.989
777.256
1.658.180
1.289.696
Receita Líquida
720.108
659.453
1.393.312
1.289.696
100,0%
100,0%
100,0%
100,0%
Custo dos Produtos Vendidos
(418.679)
(361.593)
(782.722)
(703.015)
58,1%
54,8%
56,2%
54,5%
Lucro Bruto
301.429
297.860
610.590
586.681
41,9%
45,2%
43,8%
45,5%
Vendas
(82.807)
(76.759)
(154.420)
(147.260)
11,5%
11,6%
11,1%
11,4%
Gerais & Administrativas
(42.653)
(35.911)
(79.809)
(65.008)
5,9%
5,4%
5,7%
5,0%
Outras Rec. (Desp.) Oper.
1.416
(14.445)
(11.866)
(29.815)
-0,2%
2,2%
0,9%
2,3%
Total Despesas Operacionais
(124.044)
(127.115)
(246.095)
(242.083)
17,2%
19,3%
17,7%
18,8%
Resultado Oper. antes Desp. Fin.
177.385
170.745
364.495
344.598
24,6%
25,9%
26,2%
26,7%
Resultado de Equivalência Patrimonial
98
(72)
(62)
(208)
0,0%
0,0%
0,0%
0,0%
Despesas Financeiras
(92.276)
(38.509)
(143.646)
(75.041)
12,8%
5,8%
10,3%
5,8%
Variações Cambiais Líquidas
(22.281)
(27.936)
(36.722)
(40.020)
3,1%
4,2%
2,6%
3,1%
Receitas Financeiras
50.649
25.079
86.657
51.794
7,0%
3,8%
6,2%
4,0%
Despesas Financeiras Líquidas
(63.908)
(41.366)
(93.711)
(63.267)
8,9%
6,3%
6,7%
4,9%
Resultado Operacional
113.575
129.307
270.722
281.123
15,8%
19,6%
19,4%
21,8%
Receitas Não Operacionais
(1.927)
115
(3.280)
1.178
0,3%
0,0%
0,2%
-0,1%
Lucro antes I.R. Cont. Social
111.648
129.422
267.442
282.301
15,5%
19,6%
19,2%
21,9%
Prov. IR e Contrib. Social
(14.430)
(13.815)
(34.429)
(46.631)
2,0%
2,1%
2,5%
3,6%
Partic. dos Minoritários
(7.065)
(4.226)
(14.690)
(4.404)
1,0%
0,6%
1,1%
0,3%
Lucro Líquido
90.153
111.381
218.323
231.266
12,5%
16,9%
15,7%
17,9%
Depreciação
51.142
48.056
99.616
94.247
7,1%
7,3%
7,1%
7,3%
Amortização
10.495
10.379
20.666
20.722
1,5%
1,6%
1,5%
1,6%
EBITDA
239.022
229.180
484.777
459.567
33,2%
34,8%
34,8%
35,6%
R$ milhões
2T05
2T04
1S05
1S04
background image
11
Anexo 2
Balanço Patrimonial Consolidado
Legislação Societária (R$ mil)
Ativo
30/6/2005
31/12/2004
Passivo e Patrimônio Líquido
30/6/2005
31/12/2004
Ativo Circulante
2.218.881
2.032.678
Passivo Circulante
670.630
837.895
Caixa e bancos
57.482
20.561
Empréstimos e Financiamentos
386.146
396.103
Aplicações financeiras
1.323.095
1.104.202
Debentures
10.064
8.887
Clientes
410.509
487.933
Fornecedores
102.183
136.894
Estoques
303.487
269.761
Imposto de renda e contribuição social
39.947
73.363
Impostos e contribuições a recuperar
86.915
109.674
Impostos a recolher
23.900
24.061
Outros
37.393
40.547
Salários e encargos sociais
58.740
60.715
Dividendos a pagar
90.007
Outros
49.650
47.865
Realizável a Longo Prazo
378.791
365.579
Imp. renda e contrib. social diferidos
188.519
179.428
Passivo Exigível a Longo Prazo
1.514.075
1.363.382
Impostos a compensar
22.020
20.994
Empréstimos e Financiamentos
1.042.911
903.880
Depósitos judiciais
103.018
90.803
Debentures
314.050
314.050
Outros
65.234
74.354
Outros
157.114
145.452
Participações dos Minoritários
86.120
59.364
Patrimônio Líquido
2.326.014
2.107.511
Ativo Permanente
1.999.167
1.969.895
Capital Social Realizado
1.100.000
800.000
Investimentos
10.005
10.036
Reservas de Capital
84.525
193.845
Imobilizado
1.947.856
1.899.980
Reservas de Reavaliação
88.465
89.521
Diferido
41.306
59.879
Lucros(prejuizos)acumulados
1.053.024
1.028.010
Ações em tesouraria
(3.865)
Ativo Total
4.596.839
4.368.152
Passivo Total
4.596.839
4.368.152
background image
12
Anexo 3
Mercado Interno



1T04
2T04
3T04
4T04
2004
1T05
2T05
1S05
Volume (1.000 ton)
Kraftliner
10,9
11,9
13,5
12,2
48,4
13,3
10,3
23,6
Cartões Revestidos
50,9
58,7
63,6
53,8
226,9
53,9
56,6
110,5
Caixas P.O.
91,3
99,0
109,9
104,9
405,1
97,9
112,2
210,0
Sacos
21,1
21,2
23,1
21,5
86,9
22,2
21,5
43,7
Outros
6,0
4,6
6,3
4,4
21,3
8,2
7,4
15,0
Total
180,1
195,3
216,5
196,8
788,7
195,5
207,9
403,4
Volume Madeira (1.000 ton)
758,6
823,8
957,8
732,0
3.272,2
778,8
769,7
1.548,5
Receita Líquida (R$ milhões)
Kraftliner
12,7
13,7
17,9
16,6
60,9
17,9
13,6
31,5
Cartões Revestidos
97,0
108,8
128,3
113,3
447,3
110,7
113,5
224,1
Caixas P.O.
174,2
185,2
210,6
216,1
786,1
195,6
222,7
418,4
Sacos
60,2
65,0
70,9
70,1
266,2
72,9
69,7
142,6
Outros
13,4
13,0
11,5
14,1
52,1
15,8
19,8
35,6
Madeira
61,3
71,3
94,5
74,5
301,6
77,1
72,7
149,8
Total
418,8
456,9
534,2
504,0
1.914,2
490,0
511,9
1.002,0
background image
13
Anexo 4
Mercado Externo
1T04
2T04
3T04
4T04
2004
1T05
2T05
1S05
Volume (1.000 ton)
Kraftliner
131,5
103,5
99,5
100,7
435,2
89,8
110,8
200,6
Cartões Revestidos
20,5
19,2
17,4
17,6
74,7
18,7
31,4
50,2
Caixas P.O.
1,4
3,2
1,9
1,3
7,8
0,8
1,7
2,5
Sacos
6,9
7,7
7,6
7,4
29,6
7,4
7,0
14,4
Outros
0,1
0,9
4,7
1,5
7,3
4,6
0,7
5,3
Total
160,4
134,5
131,2
128,6
554,6
121,2
151,7
272,9
Volume Madeira (1.000 ton)
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
Receita Líquida (R$ milhões)
Kraftliner
140,2
125,5
133,1
133,8
532,5
118,1
121,8
239,9
Cartões Revestidos
44,3
41,6
39,1
37,4
162,3
38,8
60,5
99,3
Caixas P.O.
3,5
8,5
5,0
3,7
20,7
2,1
3,6
5,7
Sacos
20,6
22,2
21,9
19,9
84,6
19,1
17,4
36,5
Outros
2,9
4,7
4,8
2,7
15,0
5,1
4,8
9,9
Madeira
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
0,0
Total
211,4
202,5
203,8
197,5
815,2
183,2
208,2
391,4
background image
14
Anexo 5
Vendas Totais

1T04
2T04
3T04
4T04
2004
1T05
2T05
1S05
Volume (1.000 ton)
Kraftliner
142,4
115,4
113,0
112,9
483,6
103,1
121,1
224,2
Cartões Revestidos
71,4
77,9
81,1
71,3
301,6
72,7
88,0
160,6
Caixas P.O.
92,7
102,2
111,8
106,3
413,0
98,7
113,9
212,6
Sacos
28,0
28,9
30,8
28,9
116,5
29,5
28,5
58,0
Outros
6,1
5,5
11,0
5,9
28,6
12,8
8,1
20,8
Total
340,5
329,8
347,6
325,4
1.343,3
316,7
359,6
676,3
Volume Madeira (1.000 ton)
758,6
823,8
957,8
732,0
3.272,2
778,8
769,7
1.548,5
Receita Líquida (R$ milhões)
Kraftliner
152,8
139,2
151,0
150,4
593,5
136,0
135,4
271,4
Cartões Revestidos
141,2
150,4
167,4
150,7
609,7
149,5
174,0
323,5
Caixas P.O.
177,7
193,7
215,6
219,8
806,8
197,7
226,3
424,1
Sacos
80,8
87,1
92,8
90,0
350,8
92,0
87,1
179,1
Outros
16,4
17,7
16,3
16,8
67,1
20,9
24,6
45,5
Madeira
61,3
71,3
94,5
74,5
301,6
77,1
72,7
149,8
Total
630,2
659,5
738,0
702,4
2.729,4
673,2
720,1
1.393,3
background image
15
Anexo 6
Cronograma de Resgate dos Financiamentos ­ 30/06/05














Local
Estrangeira
3° trim'05
45,1
16,0
61,0
4° trim'05
45,0
72,2
117,2
2006
163,8
243,2
407,0
2007
564,8
53,4
618,2
2008
67,1
234,7
301,8
2009
38,8
14,7
53,5
2010
52,0
17,6
69,7
2011
46,3
17,6
63,9
2012
33,8
2,9
36,7
2013
21,3
2,9
24,2
TOTAL
1.077,9
675,3
1.753,2
R$ Milhões
TOTAL
Endividamento Total - Prazo Médio: 31 meses
Moeda
3º trim'05
26,9
0,0
18,2
45,1
4º trim'05
26,3
10,1
8,6
45,0
2006
95,5
0,0
68,3
163,8
2007
77,6
314,1
173,2
564,8
2008
24,6
0,0
42,5
67,1
2009
6,3
0,0
32,5
38,8
2010
5,8
0,0
46,3
52,0
2011
0,0
0,0
46,3
46,3
2012
0,0
0,0
33,8
33,8
2013
0,0
0,0
21,3
21,3
TOTAL
263,0
324,1
490,8
1.077,9
R$ Milhões
Moeda Local - Prazo Médio: 34 meses
Custo Médio 18,0% a.a.
Debêntures
TOTAL
Outros
BNDES
3º trim'05
5,9
0,4
0,5
6,8
4º trim'05
30,7
0,0
0,0
30,7
2006
102,8
0,7
0,0
103,5
2007
22,0
0,7
0,0
22,7
2008
12,0
0,0
87,8
99,8
2009
0,0
0,0
6,3
6,3
2010
0,0
0,0
7,5
7,5
2011
0,0
0,0
7,5
7,5
2012
0,0
0,0
1,3
1,3
2013
0,0
0,0
1,3
1,3
TOTAL
173,4
1,8
112,1
287,3
Moeda Estrangeira - Prazo Médio: 28 meses
Custo Médio 6,2% a.a.
US$ Milhões
TOTAL
Ativo
Fixo
Outros
Pré
Pagamento
background image
16
Anexo 7
Demonstração do Fluxo de Caixa Consolidado
2º trimestre
1º semestre
2005
2004
2005
2004
Atividades Operacionais
Lucro líquido do período
90.153
111.381
218.323
231.266
Despesas (receitas) que não afetam o caixae equivalentes:
Depreciação, amortização e exaustão
61.637
58.435
120.282
114.969
Resultado na alienação de ativos
543
(447)
1.805
(1.230)
Provisão para perdas do ativo permanente
936
936
Imposto de renda e contribuição social diferidos
(11.475)
1.867
(9.384)
12.730
Juros e variação cambial sobre empréstimos e financiamentos
8.680
78.971
70.697
119.673
Resultado de equivalência patrimonial
(98)
72
62
208
Variação cambial sobre investimentos no exterior
2.347
329
1.879
(1.635)
Participação de minoritários
7.065
4.226
14.690
4.404
Redução (aumento) nas contas do ativo
Contas a receber
42.129
(108.719)
77.424
(159.504)
Estoques
(5.026)
(1.810)
(29.095)
18.978
Impostos a recuperar
(30.767)
(9.679)
21.733
37.509
Despesas antecipadas
7.702
153
258
(931)
Demais contas a receber
10.127
(74.084)
12.115
14.254
Aumento (redução) nas contas do passivo
Fornecedores
(14.689)
11.882
(36.310)
8.971
Impostos a recolher
(8.733)
(3.740)
(161)
3.030
Imposto de renda e contribuição social
22.328
8.123
(33.236)
(34.379)
Salários, férias e encargos sociais
14.312
12.428
(1.975)
(2.829)
Provisão para contingências
5.384
(6.667)
5.134
(23.123)
Demais contas a pagar
(16.931)
(110)
6.711
15.866
Geração de caixa em atividades operacionais
185.624
82.611
441.888
358.227
Atividades de Investimento:
Aplicações no mercado financeiro
(1.149)
(31.844)
(2.502)
(31.844)
Depósitos em garantia
118.441
63.658
Aquisição de bens do ativo imobilizado
(69.659)
(71.287)
(156.690)
(115.579)
Aumento do ativo diferido
(1.396)
(471)
(2.446)
(889)
Venda de ativo imobilizado
70
1.243
154
2.133
Integralização de capital
(1)
(80)
(32)
(80)
Depósitos judiciais
(8.756)
(2.687)
(8.673)
(10.714)
Utilização de caixa em atividades de investimento
(80.891)
13.315
(170.189)
(93.315)
Atividades de Financiamento:
Captação de financiamentos
134.582
178.810
333.344
436.886
Amortização de financiamentos
(155.334)
(115.942)
(221.394)
(236.301)
Pagamento de juros
(28.230)
(22.787)
(52.396)
(42.952)
Integralização de capital em controladas por minoritários
(4)
17.107
12.066
18.737
Dividendos pagos
(90.007)
(200.238)
(90.007)
(200.238)
Utilização de caixa em atividades de financiamento
(138.993)
(143.050)
(18.387)
(23.868)
Aumento no caixa e equivalentes
(34.260)
(47.124)
253.312
241.044
Saldos iniciais de caixa e equivalentes
1.378.200
922.429
1.090.628
634.261
Saldos finais de caixa e equivalentes
1.343.940
875.305
1.343.940
875.305
(34.260)
(47.124)
253.312
241.044