background image
1
Apresentação Institucional
Agosto 2011
background image
2
Disclaimer
As declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas de negócio, projeções operacionais e financeiras e
perspectivas de crescimento da Klabin SA são apenas projeções e, como tal, baseiam-se exclusivamente nas expectativas da
Administração da Companhia em relação ao futuro dos negócios.
Estas declarações prospectivas dependem, substancialmente, as condições de mercado, o desempenho da economia brasileira, do
setor e dos mercados internacionais e, portanto, estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Esta apresentação sobre o desempenho da Klabin inclui dados contábeis e não contábeis, como informações operacionais e
financeiras, bem como projeções baseadas nas expectativas da Administração. Note-se que os dados contábeis ainda não foram
revisados por auditores independentes da Companhia.
A administração da Companhia acredita que o EBITDA pode fornecer informações úteis sobre o desempenho operacional da
Companhia e permitir comparações com outras empresas do mesmo setor. Note no entanto que o EBITDA não é uma medida
estabelecida de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos do International Financial Reporting Standards - IFRS, e pode
ser definido e calculado de maneira diversa por outras companhias.
background image
3
Estrutura acionária
30/06/2011
Nota: * em relação ao preço do início de 2010
600.855.733 ações
316.827.563 ações
Ordinárias
Preferenciais
Nivel 1 de Governança
Corporativa da
BM&FBovespa
Tag along de 70%
para as ações
preferenciais
Volume médio diário
negociado em 2010
R$ 12 milhões
Dividendos em 2010
R$ 191 milhões
(yield 4%*)
Monteiro
Aranha
20%
Investidores
Nacionais
20%
Klabin
Irmãos
60%
Tesouraria
5%
Investidores
Nacionais
43%
Investidores
Estrangeiros
37%
BNDES
15%
background image
4
Unidades de negócio
Notas: * Percentual da receita líquida de 2010.
Em 2010, 2% da receita líquida foi composta por outros produtos.
Papelão
ondulado
31% *
Receita líquida total:
R$ 3,7 bilhões em 2010
Sacos
industriais
13% *
Madeira
7% *
Cartões
34% *
Kraftliner
13% *
background image
5
Uma empresa 100% integrada
Capacidade de papel: 1.9 mil toneladas
Papel reciclado
Kraftliner
Madeira
Celulose
Fibra curta e
fibra longa
Mercado
interno
Papelão ondulado
Aparas
Pinus e eucalipto
Florestas plantadas: 212 mil ha
Sacos industriais
Cartões
Kraftliner
Papel reciclado
Mercado
interno
Notas: Todos os valores referem-se a capacidade de produção instalada.
Mercado
externo e
interno
background image
6
Base florestal - 30 de junho de 2011
Nota: As florestas são certificadas pelo FSC (Forest Stewardship Council).
* Raio médio.
(mil ha)
Eucalipto
77
Pinus
135
Area Plantada
212
Nativa
193
Outros
53
Total
458
51 Km *
95 Km *
73 Km *
São Paulo
Santa Catarina
Paraná
background image
7
Negócios e
Mercados
background image
8
Cartões revestidos
Monte Alegre (PR)
Nota:
LPB ­ Liquid packaging board
FBB ­ Folding box board
+
LPB
FBB
Receita líquida
(R$ milhão)
Volume de vendas
(mil toneladas)
159
168
165
327
327
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
53%
47%
48%
52%
49%
51%
50%
50%
51%
49%
312
332
307
644
611
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
Mercado Interno
Exportações
background image
9
Liquid packaging board (LPB)
Fonte: Pöyry, 2010 e ABLV (Associação Brasileira de Leite longa vida)
Notas: LPB - Liquid Packaging Board
O consumo de leite longa vida no Brasil
(Milhões de litros)
Alta tecnologia;
Poucos produtores no mundo;
Maior valor agregado;
Forte crescimento no Brasil e China.
Participação do consumo de
leite longa vida
95% na Bélgica, França,
Espanha e Portugal;
76% no Brasil;
63% na Alemanha e Itália;
24% na Coréia do Sul;
10% nos EUA, Canadá e Reino
Unido.
CAG
R 12
%
4
º
Maior produtor no mundo;
Número 1 na avaliação da Tetra Pak de
fornecedores no 1T11
Vendas para o Brasil, Argentina, China,
Singapura, Paquistão e Espanha.
Klabin em LPB
Mercado de LPB
1.700
3.100
3.600
4.220
4.403
5.050
5.308
5.500
1995
1998
2001
2004
2007
2010
background image
10
Folding box board (FBB)
Fonte: Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), RISI Analytical Cornerstone
2010 e Klabin.
504
508
507
576
13%
18%
25%
27%
2007
2008
2009
2010
Participação Klabin
Mercado Brasileiro
Capacidade mundial FBB
(Milhões de toneladas)
Mercado doméstico FBB
(mil toneladas)
Mercado de FBB
Tendência de substituição de fibras
recicladas por fibra virgem, devido
a questões relacionadas com a
contaminação dos alimentos;
Alta tecnologia;
Relacionamento de longo prazo
entre fornecedor e cliente.
CAGR 4,
5%
CAGR 4,
5%
Fibra virgem FBB
16
Reciclados FBB
24
Total
40
América
Norte
49%
Europa
27%
Asia &
Oceania
17%
América
Latina
7%
background image
11
URUGUAI
Kraftliner
Monte Alegre (PR)
Correa Pinto (SC)
Otacílio Costa (SC)
Piracicaba (SP)
Guapimirim (RJ)
Goiana (PE)
Angatuba (SP)
Receita Liquida
(R$ milhões)
Volume vendas
(mil toneladas)
104
111
85
214
195
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
37%
63%
62%
38%
67%
33%
29%
71%
53%
47%
127
141
104
268
221
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
Kraftliner
Reciclados
Mercado Interno
Exportação
background image
12
Kraftliner
Fonte: World RISI Assinalar Capacidade Papelão (2010).
Capacidade mundial de papelão ondulado
(Milhões de toneladas)
Mercado de kraftliner no Brasil
Capacidade de kraftliner fibra virgem totaliza 2 milhões de toneladas no Brasil;
A maior parte dos produtores de caixas de papelão ondulado não são integrados e
fabricam caixas com papel reciclado;
Produtores não integrados têm seu custo determinado pelo preço das aparas.
Kraftliner fibra virgem
34
Reciclados
104
Semi-químicas
9
Total
147
background image
13
Caixas de papelão ondulado
São Leopoldo (RS)
Jundiaí TP & DI (SP)
Piracicaba (SP)
Del Castilho (RJ)
Feira de Santana (BA)
Itajaí (SC)
Goiana (PE)
Betim (MG)
* Fonte: ABPO - Associação Brasileira das Caixas de Cartão
Mercado interno;
Demanda brasileira em 2010 foi de 3,1
milhões de toneladas *;
Mercado fragmentado, com muitos
fornecedores no Brasil.
Receita Líquida
(R$ milhões)
Volume Vendas
(mil toneladas)
129
121
135
249
254
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
308
288
290
596
539
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
background image
14
URUGUAI
Sacos Industriais
Lages 1 (SC)
Goiana (PE)
Lages 2 (SC)
Pillar
Receita líquida
(R$ milhões)
Volume vendas
(mil toneladas)
Mercados interno e externo;
Poucos fornecedores;
80% construção civil.
34
33
36
67
70
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
121
116
119
236
228
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
background image
15
A Klabin hoje
background image
16
Destaques financeiros
Mercado Interno
Mercado Externo
729
747
962
24%
25%
26%
2008
2009
2010
1,716
1,544
1,579
2008
2009
2010
29%
EBITDA
(R$ milhôes)
Volume Vendas
(Mil toneladas)
Receita Líquida
(R$ milhões)
3,663
2,960
3,097
2008
2009
2010
22%
28%
24%
78%
76%
72%
24%
3.097
2.960
3.663
32%
36%
68%
64%
39%
61%
11%
1.579
1.544
1.716
background image
17
Resultados 6M11
EBITDA
(R$ milhões)
Volume vendas
(Mil toneladas)
Receita líquida
(R$ milhões)
440
478
23%
27%
6M11
6M10
0%
5%
10%
15%
20%
25%
30%
557
570
316
293
873
863
6M11
6M10
1,453
1,342
451
408
1,904
1,750
6M11
6M10
Mercado Interno
Mercado Externo
1.453
1.342
1.904
1.750
background image
18
Criação de valor
Alta
performance
Estratégia clara
Boa
governança
background image
19
Performance
Planos de redução de custos na fábrica de Monte
Alegre;
Benchmarking florestal;
Trabalho em equipe;
Menos burocracia x mais agilidade;
Alta performance: remuneração variável
orientada para resultados;
Alinhamento e desenvolvimento da estratégia:
remuneração em ações da companhia.
Retorno sobre os ativos
(ROA)
2009
2010
9.5%
11.8%
9.5%
11.8%
background image
20
Performance
INDG *;
Outras iniciativas internas
;
Mudança no mix de fibras
(eucalipto vs pinus);
Preparação de biomassa;
Primarizações
.
Fábrica de Monte Alegre
*INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial - a maior organização de consultoria em gestão de negócios no Brasil.
20
61
77
105
2006
2007
2008
2009
2010
Evolução de custos fixos
(R$ milhões)
background image
21
Performance
Colheita
Aumentar o comprimento das toras;
Mudança nos turnos da operação;
Primarização;
Transporte de madeira
Madeira mais seca;
Utilizar o potencial logístico da floresta;
Silvicultura
Mecanização das atividades;
Primarização
.
Benchmark florestal
background image
22
Remuneração variável
Mudança nas métricas de remuneração para melhorar o desempenho
Foco em remuneração variável;
Eliminação / redução de antigos benefícios;
Incentivos de longo prazo por meio de ações da companhia;
Assim:
Alcançar melhor desempenho;
Alinhamento;
Melhoria do comportamento estratégico.
background image
23
Novo Ciclo de
Crescimento
background image
24
15
25
25
35
45
100
Klabin
South Africa
Chile
Australia
USA
Sweden
7
9
11
13
37
37
Klabin
South Africa
Chile
Portugal
Sweden
Finland
Fonte: Pöyry and Klabin
Ciclo ­ Fibra curta
(anos)
Ciclo ­ Fibra longa
(anos)
Vantagem competitiva
Klabin
África do Sul
Chile
Portugal
Suécia
Finlândia
Klabin
África do Sul
Chile
Austrália
EUA
Suécia
background image
25
Custo caixa - celulose
Fonte: Hawkins Wright, Abril 2011- Estimativas do 1T11
Fibra curta branqueada
Fibra longa branqueada
US$ / t
0
100
200
300
400
500
600
700
800
B
r
a
s
i
l
C
h
i
l
e
I
n
d
o
n
é
s
i
a
R
ú
s
s
i
a
N
o
r
u
e
g
a
F
i
n
l
â
n
d
i
a
C
h
i
n
a
E
U
A
F
r
a
n
ç
a
S
u
é
c
i
a
T
a
i
w
a
n
C
o
r
é
i
a

d
o

S
u
l
C
h
i
l
e
R
ú
s
s
i
a
E
U
A
F
i
n
l
â
n
d
i
a
F
r
a
n
ç
a
S
u
é
c
i
a
J
a
p
ã
o
B
C

I
n
t
e
r
i
o
r
B
C

C
o
a
s
t
C
a
n
a
d
á
background image
26
Base florestal para uma nova
fábrica de celulose
51
58
2006
2011
Hibridação
Seleção genética
Rendimento de eucalipto
m³ / (ha x ano)
Ganho de
produtividade
Ganho de produtividade
Disponibilidade de terras
(mil hectares)
Área plantada no
Paraná em 2010
Klabin
140
Terceiros
18
Total
158
(mil hectares)
Requerida pela
Unidade Monte
Alegre
Disponível para
expansão no futuro
Klabin
57
83
Terceiros
18
-
Total
75
83
background image
27
Dívida líquida
Forte posição de caixa - R $ 2,7 bilhões em 30 de junho de 2011
3
.
1
9
2
2
.
8
8
6
2
.
6
7
6
2
.
5
2
8
2
.
4
6
2
2
.
1
0
6
2
.
1
2
8
2
.
0
0
2
1
.
8
9
3
4,4
3,7
3,6
3,1
2,8
2,2
2,2
2,1
2,0
(500)
500
1.500
2.500
3.500
4.500
5.500
jun-09 set-09 dez-09 mar-10 jun-10 set-10 dez-10 mar-11 jun-11
-2,0
-1,5
-1,0
-0,5
0,0
0,5
1,0
1,5
2,0
2,5
3,0
3,5
4,0
4,5
5,0
5,5
6,0
Endividamento Líquido
Endividamento Liq. / EBITDA (UDM)
background image
28
587
247
386
208
2008
2009
2010
2011*
Investimentos
Início das operações na caldeira de biomassa em janeiro'11 em
Otacílio Costa
;
Nova caldeira de biomassa em Pinto Correa;
Investimentos em duas novas onduladeiras;
Nova linha de produção de sacos industriais na fábrica de Lages.
· Janeiro a junho de 2011
Previsão 2011
500
Capex
(R$ milhões)
background image
29
Apêndice
background image
30
DRE
Nota: Devido a arredondamentos, alguns números nas tabelas podem não resultar em uma soma exata.
R$ milhões
2T11
1T11
2T10
6M11
6M10
Receita Bruta
1.145
1.144
1.096
2.290
2.119
Receita Líquida
947
957
905
1.904
1.750
Variação valor justo dos ativos biológicos
145
108
89
253
177
Custo dos Produtos Vendidos
(773)
(711)
(717)
(1.484)
(1.382)
Lucro Bruto
320
353
278
673
544
Vendas
(77)
(86)
(73)
(162)
(145)
Gerais & Administrativas
(57)
(55)
(55)
(112)
(101)
Outras Rec. (Desp.) Oper.
(10)
(9)
4
(19)
5
Resultado Oper. antes Desp. Fin.
177
203
154
380
303
Despesas Financeiras
(117)
(94)
(76)
(211)
(158)
Receitas Financeiras
84
69
56
153
101
Variações Cambiais Líquidas
102
59
(26)
161
(70)
Lucro antes I.R. Cont. Social
246
237
109
483
176
Prov. IR e Contrib. Social
(77)
(88)
(37)
(165)
(60)
Lucro Líquido
169
149
71
318
116
Contoladores
163
140
67
303
109
Partic. dos Minoritários
6
9
4
15
7
EBIT
177
203
154
380
303
Depreciação/Amortização/Exaustão
159
154
171
313
352
Variação valor justo dos ativos biológicos
(145)
(108)
(89)
(253)
(177)
EBITDA
190
249
236
440
478
Margem EBITDA
20%
26%
26%
23%
27%
background image
31
Preço de aparas
Aparas ­ (preço FOB)
(R$ / tonelada)
379
493
518
465
383
355
256
216
240
255
317
346
401
1T08
2T08
3T08
4T08
1T09
2T09
3T09
4T09
1T10
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
Média trimestral
Volume mensal
background image
32
ABPO
Fonte: ABPO (Associação Brasileira de Papelão Ondulado)
ABPO
(Mil toneladas)
270
253
266
268
271
249
265
251
232
212
232
249
248
228
1T08
2T08
3T08
4T08
1T09
2T09
3T09
4T09
1T10
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
Média trimestral
Volume mensal
background image
33
Importações de papel
Nota: * Janeiro a Maio de 2011.
Fonte: Bracelpa (Associação Brasileira de Celulose e Papel)
Participação do papel importado no Brasil
2010
2011 *
Imprensa
79,0%
80,7%
Imprimir e escrever
12,4%
12,3%
Imprimir e escrever revestidos
56,9%
62,2%
Papelcartão FBB
5,4%
7,0%
Kraftliner
0,2%
0,1%
* Janeiro a Maio de 2011
background image
34
Madeira
Receita Líquida
(R$ milhões)
Volume vendas
(mil toneladas)
666
737
854
1.402
1.535
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
64
68
69
123
132
2T11
1T11
2T10
6M11 6M10
background image
35